quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Imitadores de Deus



(Efésios 5.1) "Sede pois imitadores de Deus, como filhos amados"



Eu sempre acreditei que o maior desafio do cristão era o ser igual a Cristo. Hoje eu entendo que, se nós não formos igual a Ele, sem dúvida alguma não poderemos nos chamar de cristãos.
Paulo não está exagerando, na verdade ele está lembrando que o ser igual a Cristo deve ser encarado como nossa missão. Certa vez Jesus disse: "Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus" (Mt 5.48) Jesus apontou o ponto mais alto e disse: Esse deve ser o alvo de vocês, essa é a meta de vocês. Qual referência ele poderia usar? Se olhássemos para a terra que exemplo teríamos? Se olhássemos para os anjos quais deles seria nosso modelo? Não há exemplo entre os homens, e nem entre os homens. O modelo é Deus. Ai está o grande desafio: Como um ser imperfeito pode ser semelhante a Deus? A resposta é simples. Seja próximo de Deus.
Pessoas de uma mesma família possuem traços semelhantes. Esta semelhança vai além da aparência, a semelhança pode chegar até o timbre de voz, certos gostos e aptidões coisas do tipo. Há três explicações para isso. 1) Traços físicos e outras similaridades são herdados por indivíduos de uma mesma família através do genes. 2) Gestos, gostos, preferência e etc são copiados por indivíduos de um mesmo grupo social. 3) A proximidade é fator preponderante para que haja certo tipo de imitação.
Torna-se comum imitar aqueles de quem somos mais próximos. Isso acontece com irmãos, cônjuges e com os amigos. Intencionalmente, ou sem intenção acabamos copiando aqueles de quem somos mais próximos. Somos tendenciosos a repetir os outros, isso pode ter o lado positivo, e também o lado negativo. A bíblia nos adverte sobre este fato: "Bem aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores" (Salmo 1.1) Observe o que a bíblia diz: "deter-se", "sentar-se". Sempre acabaremos copiando aquele que mais nos aproximamos e com quem passamos mais tempo. A bíblia nos mostra um exemplo positivo, Abraão. Ele nasceu em Ur dos Caldeus, e em uma comunidade que  os hábitos, não agradavam a Deus, ainda assim Deus o escolheu. Deus intencionava faze-lo um modelo, mas como? Abraão já é um ancião de 99 anos (Gn 17.1) então como fazer de Abraão um modelo se tudo que Abraão havia adquirido ao longo de sua jornada de vida não poderia ser usada como exemplo para um povo que surgiria após ele? Deus resolve isso através da aproximação. Deus diz a Abraão: "Anda na minha presença e sê perfeito" (Gn 17.1) Quando lemos o texto de Mateus 5.48 pensamos que Jesus está exigindo muito de nós ao ordenar: "Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial" não somos perfeitos, quero mudar esta frase não somente aqui, mas em toda a minha vida. "Não estamos perfeitos", mas, poderemos o ser a medida que andarmos mais a mais com Deus. Antigos erros serão acertados, tropeções serão corrigidos, tudo em nós mudará, consertará a medida que andarmos mais com Deus. Abraão cometeu erros, ele mentiu, omitiu, negligenciou, abusou, abandonou, e Deus disse: "Anda comigo" você vai mudar. Quando andamos com Deus antigos hábitos são abandonados. Paulo sabia disso, por isso ele disse: "Sede meus imitadores, como também eu o sou de Cristo"(1Co 11.1) Paulo era consciente de que se ele quisesse ser modelo para alguém ele deveria imitar o maior modelo: Jesus. Sabe qual o segredo para sermos melhores a cada dia? Ande com Deus, se aproxime de Deus e aprenda com Deus. Imite a Jesus, seja um IMITADOR de Deus.

Na caminhada, na fé e no aprendizado
(R.Silva)

Nenhum comentário:

Postar um comentário